Arquivos da categoria: Ler na Rua

anTES do prólogo (continuar) depois do EPÍlogo

Visível. Das Escadinhas de São Cristóvão ao Largo da Achada. Companhia em ler. Subindo de grau em degrau e descendo linha a linha. São Cristóvão suporta o menino e a caixa de fruta os livros. Vão subindo e a achar

anTES do prólogo (continuar) depois do EPÍlogo

Visível. Das Escadinhas de São Cristóvão ao Largo da Achada. Companhia em ler. Subindo de grau em degrau e descendo linha a linha. São Cristóvão suporta o menino e a caixa de fruta os livros. Vão subindo e a achar

ler pelo meio de ler

estado de leitura… ler, foi-me ensinado, é uma ação solitária, o leitor e o seu livro, o mundo em volta que desaparece… fala-se muito de viajar dentro de um livro… entendo e reconheço esse estado, é talvez dos mais viciantes

ler pelo meio de ler

estado de leitura… ler, foi-me ensinado, é uma ação solitária, o leitor e o seu livro, o mundo em volta que desaparece… fala-se muito de viajar dentro de um livro… entendo e reconheço esse estado, é talvez dos mais viciantes

mas então, rui…?!?

ler, entrar livro a dentro e fazer-se leitor, uma espécie de magia que se produz em torno da geografia do corpo e que cria espaço. fico encantada com esse espaço a abrir silêncio enquanto percorro as escadinhas de são cristovão.

mas então, rui…?!?

ler, entrar livro a dentro e fazer-se leitor, uma espécie de magia que se produz em torno da geografia do corpo e que cria espaço. fico encantada com esse espaço a abrir silêncio enquanto percorro as escadinhas de são cristovão.

rui

ler na rua, leio na rua com quem vem comigo lendo na rua, é muito curioso ler andando, o tal singular não solipsista, navegando entre universos sem se fechar. passamos as escadinhas de são cristovão e continuamos para a esquerda.

rui

ler na rua, leio na rua com quem vem comigo lendo na rua, é muito curioso ler andando, o tal singular não solipsista, navegando entre universos sem se fechar. passamos as escadinhas de são cristovão e continuamos para a esquerda.