abrir silencio que a voz está a nascer

o sol começa a aparecer tranquilo. tenho a língua encostada ao céu da boca, os lábios juntos mas sem aperto, a respiração longa, os olhos muito macios. oiço o nascer da voz ainda muda. parece que nem enraízo nem voo, talvez paire. os sons de lisboa são ainda muito ligeiros por aqui, cada pássaro, cada carro, cada porta, toma o seu tempo de canto, afinando a voz para a sinfonia do dia. não é possível não acreditar em possibilidades, em começar. inaugura-se o dia que já se vem tecendo desde a noite. essa continuidade que nos fala de começar, afinar o corpo, começar. a velhota da frente sacode o tapete, o manel da mercearia compõe as cerejas, a maquinaria infernal no prédio descarnado ainda dorme sossegada, criando vultos que não prometem o chinfrim que sabem instalar.

sinto os pulmões dilatados como se desse comigo a suster a respiração de vez em quando, implicando-me na dilatação dos espaços entre os espaços. o pedras12 está mesmo à beira do festival, a densidade dos dias que se adivinham já vai tingindo a atmosfera.

agora é mesmo apurar cada passada, solidão acompanhada. entrevemo-nos uns aos outros pelos cantos dos olhos, sabemos que atravessar a membrana da comunicação é uma dança exigente e que tantas vezes consome a capacidade de escutar que tanto praticamos momento a momento.

alentar, respirar, caminhar, ouvir, pensar, dançar, não achar, não julgar, ver-tocar, dançar, amar—está a nascer, não vale a pena gritar ”já não quero que nasça, desisto”…se há momento em que a escolha não pode mesmo ser essa é na hora do nascimento…aí vejo que o que está a nascer já estava nascendo mesmo no não nascer, como o dia que continua a noite.

sofia

Sobre pedras2012

O Pedras d'Água é uma iniciativa do c-e-m centro em movimento (Lisboa -Portugal). Esta plataforma on line é um espaço para compartilhar a trajetória de todo o Programa Pedras d'Água '12, transitando entre documentações, imagens, escritos e outras formas que contemplamos para irmos levantando voo até planar sobre as criações e comunicações artísticas e outros acontecimentos que tomam corpo no Festival Pedras d'Água. em Julho próximo.