mergulhar na documentação

são centenas de fotos, centenas de textos,kilometros de fio tecido nos percursos a pé, horas intermináveis de gravações, desenhos, danças—e a sensação que mora no corpo não é de acumulação, de sufoco, de excesso—é de viagem, de caminhada, de encontro—não temos apressado a organização do material, levamos tardes a fio cortando cantos à mão, ajuntando e desajuntando matérias, deixando os escritos abanar—amanhã dormimos por lá, por entre os documentos—para estar com esta documentação é preciso convidar-se a entrar, e tendo entrado, continuar a entrar—tinhamos tido esta discussão no final do pedras passado, que faria sentido que quem vem visitar/observar/acompanhar/conhecer/encontrar fizesse mesmo o movimento de se aproximar e afastar, de entrar, de se baixar, de rodopiar,de esticar—-não me parece que seja uma “proposta interativa” de relação público-obra—trata-se de uma vivência do acontecimento—se não há encontro, migração, toque, também não se forma o corpo nesse tal caminho de que o pedro falava no post anterior entre o embrião e o ser nascido—mesmo tendo nascido é claro que movimento gera movimento—não acredito que se deva preservar o mercado da ribeira ou preservar o artesanato ou preservar seja o que for—parece-me urgente afinar com o pulsar do acontecer e deixar de ter tantas “ideias” sobre o que devia ser. a relação que o mercado da ribeira traz a quem por lá anda—-os cheiros, os sons, as texturas, o amor de se fazer o que se faz—não é para preservar!!!! é para habitar e respirar—não são coisas que precisamos manter!!!são formas de vida que nos dizem quem somos, que transpiram humanidade, que potenciam existencia—-não é preservar esses micro movimentos!é ouvir! não é captar e registar a pulsão da cidade! é ouvir!
e—-como diziamos o ano passado—–a escuta é já ação!
sofia

Sobre pedras2012

O Pedras d'Água é uma iniciativa do c-e-m centro em movimento (Lisboa -Portugal). Esta plataforma on line é um espaço para compartilhar a trajetória de todo o Programa Pedras d'Água '12, transitando entre documentações, imagens, escritos e outras formas que contemplamos para irmos levantando voo até planar sobre as criações e comunicações artísticas e outros acontecimentos que tomam corpo no Festival Pedras d'Água. em Julho próximo.