o livro dele

tenho um ritual de manhã. depois de tomar o pequeno almoço em casa, ponho o livro que ando a ler, ultimamente são contos, novelas, romances russos, chineses, árabes, africanos, peço um abatanado e mergulho no livro. agora ninguém se espanta quando eu não respondo aos bons dias ou qualquer outra coisa que me perguntem. pelo canto do ouvido oiço uns dizer a outros “quanto está a ler não ouve nada” e pronto! não se ofendem já. em acabando o abatanado peço um café cheio, começo a enrolar um cigarro e a rever mentalmente o que tenho para fazer nesse dia. ainda não gosto de grandes conversas, mas há uns que se aproximam nesta altura. não é grave. um desses, um senhor que me aparece bastante alterado sempre (a vinhaça alentejana) e me faz conversas que nunca sei se não me estará a confundir com a minha irmã, aproxega-se e diz-me: tenho lá um livro muito bonito. vou trazer-lhe. vai ver…. fiquei supercuriosa à espera de um almanaque antigo ou mesmo qualquer outro que lhe tivesse vindo parar às mãos inadvertidamente com muitas ilustrações. o prometido é devido. no dia seguinte, interrompe a minha leitura sem cerimónia, para grande escândalo da dona do café, que cuida do meu sossego zelosamente, e deposita triunfante um canudo de folhas A4. surpreendida aliso as páginas e quase me cai o queixo quando deparo com o titulo: DIA INTERNACIONAL DA MELHOR 1995. tratava-se de uma série de fotocópias agravadas a comemorar esse dia. folheei aquele panfleto de 10 páginas frente e verso, batido à máquina, reconheço ainda a letra das máquinas mecânicas, sem saber que cara pôr que se coadunasse com o orgulho com que ele me olhava, dizendo ufano: pode ficar o tempo que for necessário para ler com vagar. vai dar para muitos cafés, não vai? E foi-se.

O folheto tinha o interesse de ter sido o livro que me trouxe, pouco mais, mas fiquei a saber que só em 1976 se revogou o direito de os maridos abrirem sem licença a correspondência das mulheres. A minha irmã mais velha já era casada!

Luz

Sobre pedras2012

O Pedras d'Água é uma iniciativa do c-e-m centro em movimento (Lisboa -Portugal). Esta plataforma on line é um espaço para compartilhar a trajetória de todo o Programa Pedras d'Água '12, transitando entre documentações, imagens, escritos e outras formas que contemplamos para irmos levantando voo até planar sobre as criações e comunicações artísticas e outros acontecimentos que tomam corpo no Festival Pedras d'Água. em Julho próximo.