Recomendações para Saltar à Corda

Saltar à corda tem uma técnica específica, consiste em ter uma corda e atirar-se aos pulos com toda a pujança. A corda deve ter um tamanho certo, mais ou menos o tamanho da corda que lhe vier ter às mãos quando sair de casa. O compasso da batida no chão deverá ser perentoriamente ao som de músicas que nos passam pela cabeça, das batidas que estalam na calçada. Podem dizer coisas como… “põe a mão no nariz!”… só para os audazes e corajosos, deverá ser dito…”põe a mão no chão”… não vá o salto ser duplo mortal.

No salto é imprescindível que as pessoas possam ir aos montes, uma de cada vez, duas ou três… quando vês já se joga ao macaquinho do chinês. Se não quiserem saltar à corda, salta-se de mãos dadas fora da corda, que isto de saltaré que é, com ou sem corda.

Recomendo que para aprimorar este exercício, senão importante para a reflexão existencial, que seja para a reflexão muscular que vai ter depois de tanto gargalhar, se ajunte e desajunte nos ajuntamentos das sextas-feiras, sejam13, santas ou de antas. 

 

pedro

Sobre pedras2012

O Pedras d'Água é uma iniciativa do c-e-m centro em movimento (Lisboa -Portugal). Esta plataforma on line é um espaço para compartilhar a trajetória de todo o Programa Pedras d'Água '12, transitando entre documentações, imagens, escritos e outras formas que contemplamos para irmos levantando voo até planar sobre as criações e comunicações artísticas e outros acontecimentos que tomam corpo no Festival Pedras d'Água. em Julho próximo.