está tudo muito mal

colar para pescoço partido, joelheira, cinta elástica para o mal das costelas, para a luxação do cotovelo, para o ombro deslocado, sapatos para pés deformados, bengala—o corpo está muito mal e se não estiver mais vale precavermo-nos já.tomar uns analgésicos para o caso de vir a ter dores de cabeça, não andar a pé para não tropeçar nas pedras…vai-se vendo o corpo a desaparecer de tristeza, de falta de amor, de abandono, de ausência de movimento e vai-se ora assobiando ora compondo a carcaça com ligaduras, lá olhar para o brotar da coisa é que não. o corpo é para usar, se está estragado substitui-se ou mata-se. a árvore do largo da achada já estava moribunda há anos. agora foi cortada. talvez com companhia, com carinho, ela descobrisse o caminho de estar viva…resta saber se o corte da árvore é mais uma operação cosmética ou vontade de ouvir os pássaros ao fim da tarde.

escutar.

se andas na branca e queres largar mais vale atirar uma pedra a um vidro que assim vais dentro e já tens comida e médico e tecto.

se vives sózinho em casa e nem os teus netos te telefonam mais vale chamar a ambulância e ir fazer um exame aos ossos.

se te vires sonhando, criando, cai na real e dedica-te a coisas sérias. é preciso salvar em vez de escutar, remendar em vez de escutar, esconder em vez de escutar, organizar em vez de escutar, calar em vez de escutar, anestesiar em vez de escutar, imobilizar em vez de escutar—

o carlos que arruma carros diz que esta dança é o espírito de liberdade——-mmmmmmm?

sofia

Sobre pedras2012

O Pedras d'Água é uma iniciativa do c-e-m centro em movimento (Lisboa -Portugal). Esta plataforma on line é um espaço para compartilhar a trajetória de todo o Programa Pedras d'Água '12, transitando entre documentações, imagens, escritos e outras formas que contemplamos para irmos levantando voo até planar sobre as criações e comunicações artísticas e outros acontecimentos que tomam corpo no Festival Pedras d'Água. em Julho próximo.