rota extra, com coletivo jovem

sábado, dia 05 de maio, propuseram a rota 3 adolescentes moradores da vila-anglo desde que nasceram. em contrapartida, propusemos  um exercício de escrita. Vinicius, Gabriel e Felipe alargaram nosso percurso semanal da rota . um deles, com a prática de parkour, nos levou a lugares muito altos de são paulo. a rota durou duas horas e fizemos 4 paradas. abaixo alguns fragmentos de textos produzidos no encontro. na fotografia, mapa da sensação da rota, sendo cada traço colorido a sensação de um roteador.

fragmento primeira parada: cruzeiro

(5 minutos de escrita)

 180 graus. respiração curta. sufoco. amplitude. sobes e descer e curvoss e bolsões. tem vários de repentes. de repente vira, de repente desce, de repente o que parecia no alto está em baixo. as camadas das coisas se misturam e a mistura é vila anglo. há miradouros, mas não o tejo. o som da vassoura da senhora que ao olhar é um senhor. o que permanece? como se esquecer? como se pudesse apagar da memória toda uma maneira de existir   

fragmentos segunda parada: praça rio do meio

quando vi  era corpo-árvore. quando vi eram doidos varridos. quando ouvi senhor cruzou o espaço com um ferro arrastando o chão. quando vi não éramos nós, pequenos, grandes, em nossas não vicissitudes

a vila anglo existe toda sob lençois dágua.

( e continua….)

amaranta

 

 

Sobre pedras2012

O Pedras d'Água é uma iniciativa do c-e-m centro em movimento (Lisboa -Portugal). Esta plataforma on line é um espaço para compartilhar a trajetória de todo o Programa Pedras d'Água '12, transitando entre documentações, imagens, escritos e outras formas que contemplamos para irmos levantando voo até planar sobre as criações e comunicações artísticas e outros acontecimentos que tomam corpo no Festival Pedras d'Água. em Julho próximo.