Sobre escolhas e matérias

Quando partilho uma matéria pressuponho uma afinidade do outro para com aquilo que falo, que ele de algum modo também pergunta ou quer vir a perguntar. Inquietações parecidas que permitem que de alguma forma o “conhecimento” aconteça no desenho de acontecer. Uma outra camada disto é se quem vem ao encontro da matéria que partilho faz a escolha de vir especificamente a essa matéria. Sabendo que ela se dá no encontro. Por outras palavras, talvez seja que sabendo que a matéria é o encontro escolhe encontrar-se com ela. Assim a matéria, sendo da mesma natureza é ligeiramente outra, pois quando o outro, conscientemente a escolhe – não para a aplicar à sua pesquisa nem para a validar num outro campo ou em si mesma – mas conscientemente adentrando-se no encontro que acontece, na especificidade do acesso a este encontro, reconhecendo as características da densidade da matéria e não da identificação dos seus contornos, então a mistura das águas ganha mais confiança do que o foco na parte visível da matéria. Para além do desembrulhar das ondas da praia… há a água que volta com força para dentro do mar enquanto a outra se alisa na direcção contrária sobre a areia. A água de cima roçando na água de baixo, mas onde a água sabe que é de cima ou de baixo? Há a escolha, pode-se considerar a água do meio. Não se trata de uma posição que defino para mim… não é porque não foi feita a escolha que não tenho a legitimidade para falar de uma outra camada da mesma matéria… é que esse acesso não se abre de facto. Se ensino no lugar onde posso então é evidente a distância entre o que é possível e o que consigo fazer. Ou seja, não é que não o consiga fazer, é que não posso. E o impedimento não é por uma questão de decisão, é do lugar do corpo – o corpo que consegue mas nem sempre pode – o mesmo onde assenta a matéria do encontro.

margarida

Sobre pedras2012

O Pedras d'Água é uma iniciativa do c-e-m centro em movimento (Lisboa -Portugal). Esta plataforma on line é um espaço para compartilhar a trajetória de todo o Programa Pedras d'Água '12, transitando entre documentações, imagens, escritos e outras formas que contemplamos para irmos levantando voo até planar sobre as criações e comunicações artísticas e outros acontecimentos que tomam corpo no Festival Pedras d'Água. em Julho próximo.