sensações avulsas

No mercado da ribeira

Barulho das grelhas a fechar e dos carrinhos a rolar. Talvez esteja um pouco longe para perceber o que é o amor. Cruza-me um carrinho…

– “desculpa lá, não ia ficar ali a seguir os tês e os tês e os tês.

Fico aqui um bocadinho e as coisas já me parecem outras.

Talvez a luminosidade do dia me seja surpreendente. Continuar a sentir a confiança que as coisas acontecem   aonde eu as estou a gerar e que portanto…

– “então minha senhora? tá tudo bem? Está melhor?” o corpo todo para a frente, o braço do avental a rodear-lhe a cintura larga. Arruma as coisas devagar… sinto o momento do beijo e deixo-o passar. Pergunto-me se será o mesmo que me precipitar…

Tenho de aceitar o que provoco.

Do largo napomucemo

Quem é que tu és quando olhas? Dona Maria José começavas por qualquer lado porque é sempre tempo de começar. À minha frente está um pedaço de casa, à minha frente.

margarida

(a fotografia foi roubada ao Pedro)

Sobre pedras2012

O Pedras d'Água é uma iniciativa do c-e-m centro em movimento (Lisboa -Portugal). Esta plataforma on line é um espaço para compartilhar a trajetória de todo o Programa Pedras d'Água '12, transitando entre documentações, imagens, escritos e outras formas que contemplamos para irmos levantando voo até planar sobre as criações e comunicações artísticas e outros acontecimentos que tomam corpo no Festival Pedras d'Água. em Julho próximo.