só se vê vendo

é como quando te sentes assustada por passar numa rua que não conheces e afinal é um lugar luminoso…quando encontrámos a gracinda varredeira que conhecemos nas escadinhas de são cristovão à conversa na travessa do cotovelo não sabíamos que aquela mercearia colorida e as risonhas alda e lídia passariam a ser encontro insistente cada sexta feira, abriu-se a morabeza (“alegria de estar junto” em crioulo, segundo a lídia) e nunca mais desapareceu. só se vê vendo. aos poucos o trânsito entre a mouraria-intendente e o cais do sodré-rua da boavista foi revelando uma teia de afinidades que antes parecia ausente por veres lisboa aos quadrados: os sr. julio da rua da boavista é da terra das cerejas como a dona piedade do largo da severa a quem a amália do beco da amendoeira traz a sopa de cozido à portuguesa a caminho do cantinho da costura no cem-rua dos fanqueiros onde o jôjô, o camará e o vati vêm dançar com a isabel e a inês, vêm da rua do bem formoso onde mora também a aurora que no centro de dia se senta ao lado da antónia que era peixeira no mercado da ribeira onde a bela vende flores e tem uma filha que toca oboé que também se chama sofia. entretanto a cidália que conhecemos no intendente ao pé da rosa da lavandaria entra agora na conversa no intervalo das limpezas de um bar da rua nova do carvalho mesmo frente ao restaurante onde trabalha o bernardo que é ator e fez um trabalho com os kioskes da baixa quando o sr. fernando que agora está em são nicolau ainda estava no terreiro do paço. quem costuma atravessar isto tudo ainda é o cão simão do beco da achada que agora é cor de rosa por causa da terra das obras frente à janela da dona maria que no outro dia vendo a suzana dançar por entre as pedras das obras vozeia “oh” valha-me agosto que à meia noite pariu setembro!”
(texto incluído na 2ª fanzine que circulou esta sexta pela rota)

Sobre pedras2012

O Pedras d'Água é uma iniciativa do c-e-m centro em movimento (Lisboa -Portugal). Esta plataforma on line é um espaço para compartilhar a trajetória de todo o Programa Pedras d'Água '12, transitando entre documentações, imagens, escritos e outras formas que contemplamos para irmos levantando voo até planar sobre as criações e comunicações artísticas e outros acontecimentos que tomam corpo no Festival Pedras d'Água. em Julho próximo.