tocar

hoje é dia 1 de maio. vou estar na rua. claro. mas é isso que tenho feito estes últimos anos, estar na rua! aprender a criar outras formas de estar vivo enquanto as pratico. tocar, abraçar, contemplar, conversar, ouvir, dançar. lá vêm os verbos todos de carreirinha…não sei escrever de outra maneira, tudo me aparece em movimento, o movimento é o que vejo e sinto e escrevo…isso e tocar enquanto sou tocada.

parece-me que  a reivindicação pelas condições de vida, pelo direito ao trabalho, pela dignidade podia também focar na própria vida. quem decide que a investigação artística ou a filosofia ou o próprio pensar/estarcom são “coisas” que não solucionam os gaps económicos é quem se dedica insistentemente a rasgá-los ainda mais. esses sobrevivem, não existem…perpetuam as linhas que julgam ser vida como quem deixa o outro ligado à máquina anos a fio só porque não têm a coragem de largar.

a vida aparece-me muito simplesmente como trepidação. trepidação que se gera a si própria enquanto se co-gera com tudo o que trepida.

é impressionante a pertinência de estar junto, de habitar a rua, de abrir e fechar os braços na pulsação do abraço, é uma força tormentosa. a maior parte das vezes que me vejo nas reuniões de trabalho para preparar intervenções politicas sinto que o grande tesouro é estar ali, não é no que fazemos….ainda…talvez nunca….não está na forma….mas é urgente praticar estarcom, mesmo sem saber como nem porquê.

no outro dia o sr. carlos passava ali na rua da mouraria com a sua malinha e disse “está bonito isto que vocês aqui estão a fazer(que era só estar ali, diga-se de passagem), se não tivesse tanto frio ficava aqui um bocadinho com vocês…” sentei-me a seu lado e ele ficou espremido entre mim e a graça. aqueceu, conversou, rio…ficou, pois então.

sofia

Sobre pedras2012

O Pedras d'Água é uma iniciativa do c-e-m centro em movimento (Lisboa -Portugal). Esta plataforma on line é um espaço para compartilhar a trajetória de todo o Programa Pedras d'Água '12, transitando entre documentações, imagens, escritos e outras formas que contemplamos para irmos levantando voo até planar sobre as criações e comunicações artísticas e outros acontecimentos que tomam corpo no Festival Pedras d'Água. em Julho próximo.