os cabelos da dona piedade ou a urgência de nos deixarmos de conceitos e passarmos a por as mãos à obra criando laços

cada segunda feira continuamos a habitar a casa de quem vive isolado. 2 semanas já levava a dona piedade sem que lhe fossem dar o banho ou cortar as unhas e nós, as criaturas dos projectos, ficamos nestes impasses se isto é arte ou serviço social, se quem devia fazer isso não precisava de ser chamado à responsabilidade e por aí fora…entretanto aqueles que foram os nossos pais e avós, que nos tiraram os piolhos, ensinaram a cozinhar, contaram histórias de outros pais e outros avós, vivem sózinhos…arredados das nossas agendas…
não acredito em grandes ideias para salvar o mundo, proponho antes que cada dia olhemos à nossa volta, uns centímetros para lá do alcance do nosso perfume: criar laços não é criar dependências, o amor não ocupa espaço, a arte é uma prática que expande possibilidades! por favor deixemos de “ajudar” os outros, de “salvar” os espaços e passemos a considerar ouvir e vivercom. é evidente que daqui a uns 10 anos os serviços sociais não terão mãos a medir para a “população idosa”. esta sexta feira passada ( a santa) estava na casa da dona piedade uma senhora técnica que tinha 15 velhotes para visitar, só estava ela e outra pessoa com uma região imensa….às tantas o senhor que a outra tratava e que é muito gordo caiu e ela teve que largar o que estava a fazer para atravessar o bairro e ir ajudar a levantar o senhor do chão…é absurdo. não mora ninguém no prédio? não passa ninguém lá à frente?
dona piedade adoptou-nos como família, diz que não vale a pena ligar muito a esses laços hereditários, a família está no coração. diz também que cada vez mais lhe crescem as unhas e os cabelos…diz também que é porque a morte se aproxima…
cada visita, cada “casa cheia”, é uma infinitude de histórias, de risotas, de entrevistas, de picnics, de danças…mas também de corta unhas, vai buscar leite, cozinha a sopa, corta o cabelo…
onde é que nos esquecemos de acompanhar o que fomos e o que seremos em cada grão de vida que caminhamos?
sofia,margarida, anna,pedro, gonçalo, annais e suzana

Sobre pedras2012

O Pedras d'Água é uma iniciativa do c-e-m centro em movimento (Lisboa -Portugal). Esta plataforma on line é um espaço para compartilhar a trajetória de todo o Programa Pedras d'Água '12, transitando entre documentações, imagens, escritos e outras formas que contemplamos para irmos levantando voo até planar sobre as criações e comunicações artísticas e outros acontecimentos que tomam corpo no Festival Pedras d'Água. em Julho próximo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s