Diário da rota seis

 

Atento na consideração de um corpo anatómico por regiões… como se ao mesmo tempo que digo o que vem nos livros o dissesse também a partir de manchas de relação. Um corpo que oscila nas linhas de movimento que tece por dentro. Antes de cá estarem não estavam cá. Neste caso o dentro do corpo e a sua eterna tecitura de possibilidades de relações não é diferente.

Na praça do comércio lembro-me da última aula de escrita quando o papelinho com a palavra “uma” ficou mais distante da mancha das outras palavras. Nesta praça podemos estar no mesmo lugar distando vários metros de distância uns dos outros… Onde estás? Estou na praça do comércio. Eu também, mas estou tão fisicamente distante de ti…

Podemos estar no mesmo lugar e muito distantes, podemos estar em lugares diferentes e muito próximos, podemos estar num mesmo lugar e sabemos que somos parte de uma mesma coisa, embora muitas outras profundamente nos atravessem (unidade mínima), como me sinto aqui nesta praça. Neste caso o lugar sou eu, pulsando do individual para o coletivo sempre a caminho de um e de outro…

margarida

Sobre pedras2012

O Pedras d'Água é uma iniciativa do c-e-m centro em movimento (Lisboa -Portugal). Esta plataforma on line é um espaço para compartilhar a trajetória de todo o Programa Pedras d'Água '12, transitando entre documentações, imagens, escritos e outras formas que contemplamos para irmos levantando voo até planar sobre as criações e comunicações artísticas e outros acontecimentos que tomam corpo no Festival Pedras d'Água. em Julho próximo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s